12 de outubro de 2013

PCC planeja matar o governador Geraldo Alckmin

E A ÚLTIMA: notícia de hoje 11.10.2013

PCC planeja matar o governador Geraldo Alckmin

Escutas mostram membros da facção se queixando da repressão ao tráfico no Estado e discutindo um plano para executar o governador de São Paulo


Marcelo Godoy - O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - O Primeiro Comando da Capital (PCC) decretou a morte do governador Geraldo Alckmin. Interceptações telefônicas mostram que pelo menos desde 2011 a facção planeja matar o governador de São Paulo. O Estado teve acesso ao áudio de uma interceptação telefônica na qual um dos líderes do PCC, o preso Luis Henrique Fernandes, o LH, conversa com dois outros integrantes da facção. O primeiro seria Rodrigo Felício, o Tiquinho, e o segundo era o integrantes da cúpula do PCC, Fabiano Alves de Sousa, o Paca
Em São Paulo é sabido que o PT e PCC são aliados de longa data.
Os atentados nas vésperas das eleições pelo PCC é coisa encomendada pelo PT
No governo Marta, o PCC era tratado como "aliado". Leia abaixo.

PCC festeja o retorno da “Tattolandia” em 

São Paulo (Blog do Paulinho em 18.12.2012)


Fernando Haddad (PT), prefeito recém-eleito, antes mesmo de sua posse já demonstra exatamente a que veio na cidade.
Num período quase que de guerra civil entra a Polícia de São Paulo e o PCC, o novo Prefeito coloca um dos ídolos da bandidagem num dos cargos mais rentáveis de seu Governo.
A nomeação de Jilmar Tatto para a Secretaria de Transportes é, além de um verdadeiro tapa na cara da sociedade, uma afronta aos policiais da capital, que lutam diariamente contra o grupo defendido pelo petista.
É de conhecimento público que por intermédio do novo Secretário, quando ainda estava no Governo Marta Suplicy, que as Vans e Lotações de São Paulo passaram a ser comandadas por gente ligada ao PCC.
E estão, até hoje, na mesma situação.
Indiscutivelmente, é a fonte de renda mais lucrativa da criminalidade, a que proporciona compra de armas, drogas, políticos, entre outras necessidades básicas do “partido”.
Fala-se a boca pequena que Tatto recebeu R$ 500 mil à vista para facilitar a entrada do PCC no ramo das vans, e que receberia, até hoje, algum tipo de comissionamento.
Fora ainda desse impressionante e perigoso currículo, o novo secretário de Haddad, respondeu ainda a 15 inquéritos no MP por fraudes e irregularidades administrativas, o que, por si, já o desqualificariam para a função.
Nunca houve dúvidas entre as cabeças mais bem informadas de que Haddad, pelo seu perfil de subserviência, se prestaria aos joguetes da alta cúpula do PT, boa parte dela ligada aos mensaleiros.
Mas não há como qualificar o “crime” a ser cometido contra a população, que acaba de lhe dar voto de confiança, ao reintroduzir a “Tattolandia” em São Paulo.
Sem contar, além disso, que outro braço dessa gente, o “comunista” Netinho de Paula (PCdoB), também será agraciado com uma secretaria, abrindo vaga, então, na vereança, ao ex-Ministro dos Esportes, Orlando Silva Junior, recém demitido do Governo Federal por diversos indícios de corrupção.
Uma verdadeira farra do crime que se inicia na cidade mais importante do Brasil, e que, tudo indica, terá desdobramentos trágicos nos anos que estão por vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget