25 de julho de 2013

As torres de Bal.Camboriu

25 JUL 2013

A Torre de Camboriú

  Confesso que nunca entendi bem o Balneário Camboriú. Pegaram uma praia e meio metro acima da maré alta começaram a fincar edifícios cada vez mais altos, que parecem um paliteiro. Quem não mora em um desses monstrengos bem à beira mar não deve sentir nem o cheiro de maresia, o que dirá o reino de Netuno. Sem falar na alteração do microclima e talvez bem mais do que o micro.
  Há uns cinco ou seis anos a prefeitura contratou uma empresa de Miami especializada em criar praias, um tecnologia que parece simples mas é tremendamente complexa, requer prática e habilidade. Quando publiquei essa notícia, achei que finalmente apareceu alguém com bom senso na cidade. Qual o que. Ao pesquisar mais o tema cai do cavalo: não foi para dar mais praia, foi para dar mais terreno para a construção de novos prédios. O banhista que se exploda.
 Então não me surpreendeu a informação do ClicRBS de que sábado inaugura em Balneário Camboriú o prédio – residencial - mais alto do país, o Villa Serena, com 160 metros de altura, 164 apartamentos a R$ 2 milhões em média cada. Tem mais. Estão em construção mais dois edifícios com 210 e 240 metros, que serão os mais altos das América do Sul. Nosso Litoral está no mesmo caminho. Não na altura, que não temos bala para isso, mas na concepção paliteiro.
  O mar? O mar é um mero detalhe.

Fernando Albrecht

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget