29 de junho de 2013

CARACOL AFRICANO EM SALAS DE AULA

http://g1.globo.com/bem-estar/videos/t/edicoes/v/professores-usam-escargot-para-estimular-o-aprendizado-e-acalmar-os-alunos/2653891/

27 de junho de 2013

Controle Biológico para Engenheiros Agrônomos - Ecologia em Ação - 29/06/2013

Tema: Controle Biológico para Engenheiros Agrônomos

TV da Cidade

Programa Ecologia em Ação - produção e apresentação Gert Rolland Fischer.
Aos sábados das 18:30 as 19:00hs, reapresentação nas segundas 15:30 as 16:00hs, e nas madrugadas de domingos e terças na TV da Cidade Joinville - www.tvdacidade.com.br

22 de junho de 2013

Que níveis de dioxina e furanos temos nas emissões atmosféricas da TUPY?



O filme acima, apresentado no idioma Alemão, adverte ao governo municipal de Dresden que a fundição ultrapassou os limites e índices máximos das emissões de DIOXINA e Furanos.
O programa deseja saber das medições realizadas nas imediações da Fundição Tupy sobre o controle dessas emissões. 

Esta mensagem eletrônica esta sendo encaminhada para o COMDEMA e diretores da APREMA - SC que estão preocupadas com os níveis dessas emissões que grande parte do ano, são lançadas pelos ventos vindos do nordeste, diretamente sobre o centro da cidade de Joinville.

Contatos e copias de documentos comprovando esses controles devem ser enviados para o programa no endereço ecologiaemacao@gmail.com
Essa mensagem foi postada no blogger www.ecologiaemacao.com
Ficam os no aguardo.
Ecologia em Ação.

NOSSO RECADO. ENDOSSAMOS TOTALMENTE AS PROPOSTAS DOS JOVENS QUE ADMINISTRARÃO O BRASIL.

http://www.youtube.com/watch?v=v9rgOwH99nc

21 de junho de 2013

O Vandalismo no Brasil

SENADORES DE VIGILIA SE MANIFESTARAM NA 5A. ANOITE DIA 20.06.13

Caros brasileiros ,

ONTEM A NOITE 20-06-13 - ASSISTI POR 3 HORAS A TV SENADO E ESTAVAM LA TÃO SOMENTE 6 SENADORES. Os senadores Buarque e Simon fizeram denuncias e apresentaram informações que deveriam ha muito tempo ter ofertado para a sociedade brasileira.
Simon disse todo encabulado:
A senhora Dilma correu ontem para falar com o Lula sobre o que estava acontecendo com o povo brasileiro. 
Lula respondeu: poem os camisas vermelhas do PT no meio do povo. E assim foi feito.
Simon disse mais: A Dilma tem 39 ministros, mais de 30% ainda não conseguiu uma audiência com ela. Ela não atende ninguém. Ela não quer saber de nada. Ela esta fechada. Não conversa. A ministra da Casa civil, disse Simon, muito bonitinha, muito cândida não serve para o cargo que ocupa. Não tem experiencia com o social. E uma senhora da elite tem nojo de cheiro de povo.
Sobre a chefe de gabinete a senadora de SC, não vou nem citar o nome, coitada, não tem preparo para o cargo espinhoso que ocupa. (e a mesma que se meteu com com a compra de barcos feitos pela Intech boots de 30 milhões de reais e não se falou mais nisso?)
Disse Pedro Simon que o PT comprou a UNE dando-lhe milhões e uma luxuosa sede no Rio; os sindicatos CUT, Força sindical, entre outros gigantes, passaram a ser Governo e o Estado Brasileiro petralha comprou todos os partidos de Oposição,criou ministérios e colocou toda essa gente - agora totalmente mansa - chupando pesadamente os impostos dos brasileiros sem nenhuma obra, sem nenhum projeto de Governo Lula+Dilma. Simon disse mais: O governo Dilma nessa data tão critica onde mais de dois milhões de brasileiros insatisfeitos estão ai na frente do Senado e da Câmara Federal, não convocou ainda o CONSELHO SUPERIOR DA REPUBLICA para apresentar uma proposta super urgente para o povo, povo que jamais fez uma manifestação desse gigantismo em seus 500 anos de Brasil. Disse ainda: Dilma esta escondida. Lula e Dilma estão com a corda no pescoço. O povo que esta nas ruas não quer conversar com os políticos, não quer conversar mais com os partidos políticos, o povo quer uma nova ordem social e politica para o Brasil de gigantescos impostos consumidos pelos políticos, pela turma do Lula e pelos partidos políticos. A corrupção esta incontrolável. Nunca imaginei, disse SIMON que chegássemos a essa perigosa situação politico-partidária.
Simon contou a vergonhosa parceria feita pelo PMDB com o PT e demais partidos comunistas e de estrema esquerda, enganando o povo de forma descontrolada, descomunal, criminosa e perigosa.

O senador e Professor Cristovan Buarque usou demoradamente a tribuna e disse que o povo tem toda a razão de se indignar tão profundamente. Buarque disse varias vezes: Nós no Senado e os Deputados Federais vem errando ha muito tempo. Se descolaram do povo. Não fazem mais oposição. Nós erramos traindo o povo que não quer mais conversar com os partidos políticos. Todos, todos os partidos estão isolados do povo. O povo foi traído pelos partidos políticos e pelos seus representantes. 

Caiu a ficha e o povo não vai parar. Não sabemos aonde vai acabar tudo isso, que nós senadores da Republica Brasileira fizemos de errado, cometemos pecados escandalosos,aprovamos leis absurdas, impostas na porrada contra o povo e o pior, sem consulta-lo. 
Buarque disse: Os gigantescos gastos com os Estádios que começaram com 20 bilhões, passam hoje, não sei dizer, não temos informações no Senado,  talves de 30 ou 40 bilhões de reais e não param de crescer as contas incontroláveis. 
Buarque declinou todas as barbáries e leis absurdas aprovadas no Senado e na Câmara e disse, são essas as causas da indignação do povo que esta aí fora. O povo não suportou mais tanta humilhação. O povo esta totalmente enojado, revoltado e com muita raiva carregada nestes últimos anos, pelas trapaças e propostas negativas aprovados nestas duas casas.
O povo esta revoltado por que nós - aqui no senado - não votamos os milhares de VETOS que estão engavetados ha anois. Buarque e Simon  perguntaram quem foi o autor da PEC 34 que quer alijar os defensores do povo do processo de investigação do roubo e da corrupção praticada pelos políticos de todos os partidos brasileiros.
Todos os senadores presentes - SOMENTE SEIS - não sabiam informar às câmeras da TV SENADO - abertas para o povo brasileiro, quem fora o autor da PEC -34.

A lavação de roupa suja que deveria ser uma constante para as câmeras abertas do SENADO e das Câmeras abertas do Congresso Nacional - continuou noite a dentro.
A senadora Maria Amélia-RS - jornalista da Globo, também se manifestou lamentando o descolamento dos partidos políticos do povo. "Teve que sair cedo", pois tinha um helicóptero esperando por ela - com com motor ligado - que a levaria a um jatinho do Senado com destino ao Acre, onde iria proferir uma palestra. Despreocupada "fugiu do recinto do Senado", certamente com medo de uma invasão do povo que a estas alturas estava quebrando o pau do lado de fora.
Buarque muito triste e assustado, disse que os senadores, os poucos que pensam no povo, os que estavam ali e alguns poucos mais ausentes e que poderiam ser convocados somando talvez 20 deles, deveriam hoje, 21.06.13, se reunir para apresentar em emergência uma proposta para os milhões de brasileiros que estavam nas ruas, principalmente a classe média, que mais vem sofrendo revezes incontidos pelo governo federal. Sugeriu aos telespectadores - que assistiam pasmos a TV CÂMARA - que se convocassem lideres nacionais apartidários vindos das classes populares, econômicas, religiosas e não pode enumerar esses lideres que - como disse - tínhamos no passado. Chegou a afirmar que o que o governo da Dilma deveria convocar o chefe da copa o "dono da FIFA" para coordenar esse grupo de luminares para encontrar uma solução para o povo irado e perdido sem um programa e propostas revolucionarias para o País.

Estou muito preocupado, muito tenso, por que finalmente o povo brasileiro acordou, acordou sem uma proposta de renovação para um novo Brasil . Os jovens que estão nas ruas, a classe média que saiu do armário, todos - crianças, jovens, idosos, gays, etc. não tem lideres e não tem um plano de ação para esse pais sem
Governo. 


A nau esta a deriva de acordo com as palavras dos senadores.

ESTAMOS EM GRANDE PERIGO DE UMA EXPLOSÃO DE VIOLÊNCIA, SAQUES, ROUBOS, e o pior, o NARCOTRÁFICO poderá tomar as rédias dessas massas desgovernadas do Bem, sujeitando toda a NAÇÃO a criminalidade desmedida.

Nossas forças armadas foram desativadas, passaram pela lavagem cerebral dos comunista de plantão. O povo foi desarmado e não tem as armas do MST e de outros grupos apoiados pelos comunistas no Poder que tem autorização para destruir o patrimônio privado, invadir fazendas produtivas e matar brasileiros que geram impostos.

CHEGAMOS A UM BECO QUE TALVEZ POR ENQUANTO NÃO TENHA  SAÍDAS.

Estou chocado. Nunca vi o povo brasileiro com tanta raiva.

Gert Roland Fischer - 76 anos de brasil roubado e escravizado.

20 de junho de 2013

O Despertar da Juventude Brasileira - Programa Ecologia em Ação - 20/06/2013

Tema: O Despertar da Juventude Brasileira

TV da Cidade

Programa Ecologia em Ação - produção e apresentação Gert Rolland Fischer.
Aos sábados das 18:30 as 19:00hs, reapresentação nas segundas 15:30 as 16:00hs, e nas madrugadas de domingos e terças na TV da Cidade Joinville - www.tvdacidade.com.br

OS PASSOS QUE ESTÃO SENDO DADOS PARA IMPLANTAR A DITADURA SINDICALISTA.



Para concluir o GOLPE de ESTADO, financiado...
Mikhaela Mendes Dinyz 19 de Junho de 2013 12:22
Para concluir o GOLPE de ESTADO, financiado com o dinheiro saqueado compulsoriamente do seu bolso, o governo federal produz o caos, a destruição e o terror para, em seguida, solucioná-lo com o QUARTO PASSO segundo Yuri Bezmenov (Ex-agente da KGB): a NORMALIZAÇÃO. Noutras palavras, a Ditadura Socialista que se deslocou da URSS para as Américas, porem com outros métodos - a ocupação de espaços nas escolas, universidades, imprensa e outros meios. Observem com atenção o que ocorre no 4º passo:

Entendendo os processos com Yuri Bezmenov (Ex-agente da KGB) que ensinou em 1983:

PRIMEIRO PASSO: DESMORALIZAÇÃO
A baderna vira a nova ordem, ninguém mais sabe o que é correto, o líder apoia a quebra das instituições tradicionais, sejam elas jurídicas ou estruturadas na cultura do povo.
Hoje a Dilma deu uma declaração que a voz das ruas ultrapassou as instituições tradicionais, jurídicas, políticas, entidades de classe, etc...
A inversão de valores e a perda de referência são características marcantes desse período.

SEGUNDO PASSO: DESESTABILIZAÇÃO
É quando as relações se tornam radicais, o povo destrói as instituições e ninguém mais se entende. Acordo? Nem pensar. Pacto social? Esqueça, tudo está desestabilizado.
Para isso vão fomentar o conflito entre heteros e homossexuais, negros ebrancos, marido e mulher, jovem e idoso, e assim por diante. Pode levar muitos anos para que consigam desestabilizar um povo.

TERCEIRO PASSO: CRISE
Nada funciona, instituições deixaram de existir há tempos, acabou a ordem e a justiça, conflitos de toda ordem, muitas mortes, e agora o que a população pede é um SALVADOR.
Esse salvador pode surgir numa guerra civil, ou numa invasão estrangeira.

QUARTO PASSO: NORMALIZAÇÃO
O novo governante agora descarta os idiotas úteis, feministas, homossexuais e outros grupos são descartados, eliminados, afinal perderam sua serventia e podem dar certa “dor de cabeça” ao novo governante. Agora por meio da força militar, o Estado determina a ordem afim de reverter o processo de crise. Acaba a liberdade, uma nova ordem política entra em vigor, a democracia passa a ser uma palavra vazia, para o governante, democracia é tudo aquilo que o partido permite.

http://blogdo.yurivieira.com/2013/02/yuri-bezmenov-subversao-desmoralizacao-desestabilizacao-crise-normalizacao/
A “pílula vermelha” de Yuri Bezmenov: subversão, desmoralização, desestabilização, crise,...
blogdo.yurivieira.com
Abaixo, no primeiro vídeo, Yuri Bezmenov fala longamente sobre sua própria vida antes de abordar mai...

19 de junho de 2013

Vamos para as ruas

Lista aponta 10 ‘práticas de corrupção’ do dia a dia do brasileiro

Lista aponta 10 ‘práticas de corrupção’ do dia a dia do brasileiro

Atualizado em  4 de novembro, 2012 - 07:54 (Brasília) 09:54 GMT
Protesto AFP
Protesto anti-corrupção em Brasília: especialista avalia que jovens estão mais conscientes
Quase um em cada quatro brasileiros (23%) afirma que dar dinheiro a um guarda para evitar uma multa não chega a ser um ato corrupto, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais e o Instituto Vox Populi.
Os números refletem o quanto atitudes ilícitas, como essa, de tão enraizados em parte da sociedade brasileira, acabam sendo encarados como parte do cotidiano.
"Muitas pessoas não enxergam o desvio privado como corrupção, só levam em conta a corrupção no ambiente público", diz o promotor de Justiça Jairo Cruz Moreira.
Ele é coordenador nacional da campanha do Ministério Público "O que você tem a ver com a corrupção", que pretende mostrar como atitudes que muitos consideram normal são, na verdade, um desvirtuamento ético.
Como lida diariamente com o assunto, Moreira ajudou a BBC Brasil a elaborar uma lista de dez atitudes que os brasileiros costumam tomar e que, por vezes, nem percebem que se trata de corrupção.
  • Não dar nota fiscal
  • Não declarar Imposto de Renda
  • Tentar subornar o guarda para evitar multas
  • Falsificar carteirinha de estudante
  • Dar/aceitar troco errado
  • Roubar TV a cabo
  • Furar fila
  • Comprar produtos falsificados
  • No trabalho, bater ponto pelo colega
  • Falsificar assinaturas
"Aceitar essas pequenas corrupções legitima aceitar grandes corrupções", afirma o promotor. "Seguindo esse raciocínio, seria algo como um menino que hoje não vê problema em colar na prova ser mais propenso a, mais pra frente, subornar um guarda sem achar que isso é corrupção."
Segundo a pesquisa da UFMG, 35% dos entrevistados dizem que algumas coisas podem ser um pouco erradas, mas não corruptas, como sonegar impostos quando a taxa é cara demais.

Otimismo

Mas a sondagem também mostra dados positivos, como o fato de 84% dos ouvidos afirmar que, em qualquer situação, existe sempre a chance de a pessoa ser honesta.
A psicóloga Lizete Verillo, diretora da ONG Amarribo (representante no Brasil da Transparência Internacional), afirma que em 12 anos trabalhando com ações anti-corrupção ela nunca esteve tão otimista - e justamente por causa dos jovens.
"Quando começamos, havia um distanciamento do jovem em relação à política", diz Lizete. "Aliás, havia pouco engajamento em relação a tudo, queriam saber mais é de festas. A corrupção não dizia respeito a eles."
No Rio, manifestantes defendem "limpeza" no governo
"Há dois anos, venho percebendo uma grande mudança entre os jovens. Estão mais envolvidos, cobrando mais, em diversas áreas, não só da política."
Para Lizete, esse cenário animador foi criado por diversos fatores, especialmente pela explosão das redes sociais, que são extremamente populares entre os jovens e uma ótima maneira de promover a fiscalização e a mobilização.
Mas se a internet está ajudando os jovens, na opinião da psicóloga, as escolas estão deixando a desejar na hora de incentivar o engajamento e conscientizá-los sobre a corrupção
"Em geral, a escola é muito omissa. Estão apenas começando nesse assunto, com iniciativas isoladas. O que é uma pena, porque agora, com o mensalão, temos um enorme passo para a conscientização, mas que pouco avança se a educação não seguir junto", diz a diretora. "É preciso ensinar esses jovens a ter ética, transparência e também a exercer cidadania."

Políticos x cidadão comum

Os especialistas concordam que a corrupção do cotidiano acaba sendo alimentada pela corrupção política.
Se há impunidade no alto escalão, cria-se, segundo Lizete, um clima para que isso se replique no cotidiano do cidadão comum, com consequências graves. Isso porque a corrupção prejudica vários níveis da sociedade e cria um ciclo vicioso, caso de uma empresa que não consegue nota fiscal e, assim, não presta contas honestamente.
De acordo com o Ministério Público, a corrupção corrói vários níveis da sociedade, da prestação dos serviços públicos ao desenvolvimento social e econômico do país, e compromete a vida das gerações atuais e futuras.

Fonte: BBC Brasil

Assinem a petição, ajudem o Brasil:

Assinem a petição, ajudem o Brasil:

AS 5 causas das manifestações no Brasil

Expansão econômica ainda é rival da proteção ambiental

Expansão econômica ainda é rival da proteção ambiental

Carvão barato impulsiona crescimento em vários países e adia desenvolvimento sustentável. Por enquanto, garantir fonte barata de energia continua sendo prioridade entre países ricos e pobres

A Alemanha busca uma transformação em sua matriz energética e quer alimentar o país a partir de fontes renováveis como sol, vento e a força da água. Muitos entendem que esse é um importante passo para um estilo de vida mais sustentável.
Karl-Heinz Paqué pensa diferente. "Mesmo que a Alemanha desenvolva programas adequados, o efeito global é praticamente nulo. Somos pequenos demais para isso", afirma o professor de Economia da Universidade de Magdeburg. Para ele, decisivo é o que se passa nos países de economia emergente, que representam praticamente dois terços de toda a população mundial.
Os emergentes parecem seguir a mesma trajetória dos países europeus que, durante séculos, se preocuparam com o crescimento econômico e com a prosperidade antes de colocarem o meio ambiente no centro das atenções. "A prioridade em proteger o meio ambiente é algo que vem com a prosperidade", afirma Paqué. "Para nós (europeus), isso começou na década de 1970, não antes. Na China, está começando agora. Na Índia, ainda vai demorar um pouco", prevê.
O retorno do carvão
Esses mesmos países que figuram como economias prósperas e que caminham em busca de sustentabilidade vivem momentos de nervosismo. Isso porque uma fonte de energia considerada especialmente suja entre os europeus tem tido um papel importante no crescimento mundial. "O carvão está diante do maior renascimento da história da indústria", afirma Ottmar Edenhofer, do Instituto de Pesquisa dos Impactos do Clima, em Potsdam.
O carvão está diante do maior renascimento da história da indústria
Ottmar EdenhoferInstituto de Pesquisa dos Impactos do Clima
Nos anos de 1990, muitos países substituíram o carvão pelo gás. Mas especialistas observam o retorno do carvão como uma alternativa "inacreditavelmente competitiva", explica Edenhofer. "Principalmente o crescimento econômico da China foi muito impulsionado pelo carvão barato. O mesmo acontece na Índia, Africa do Sul e outros países do Leste Europeu".
A queima do carvão e de outros combustíveis fósseis libera gás carbônico, que prejudica a atmosfera e agrava o quadro das mudanças climáticas. Se os países não fizerem nada, a temperatura média anual pode subir até 5,3 graus até o final do século, trazendo conseqüências devastadoras ao ambiente, alertou recentemente a Agencia Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês).
No entanto, todas as negociações em torno de um acordo mundial de proteção ao clima falharam até agora. Não importa se a negociação envolve a tentativa de limitar a emissão de gases do efeito estufa ou a negociação de créditos de carbono: os interesses particulares de cada país são diferentes demais para permitir um acordo.
Desvalorização das matérias-primas
"Um acordo climático global significaria, no mínimo, o uso de menos carvão e petróleo", explica Carl Christian von Weizsäcker, do Instituto Max Planck de Pesquisa em Bens Coletivos de Bonn, na Alemanha. Para países com grandes reservas de combustíveis fósseis, isso seria um problema. "Um acordo implicaria na queda do preço dos recursos naturais desses países. Isso complica ainda mais a chegada a um consenso."
Além disso, há quem mude de posição durante as negociações. O Quênia, Uganda e Moçambique, por exemplo, descobriram novas reservas de petróleo e gás. No Canadá, a exploração do óleo em areias betuminosas mostrou-se rentável. Essa situação fez com que esses países praticamente perdessem o interesse em um acordo climático, já que limitar a poluição reduziria o valor de seus recursos naturais.
Depois do fracasso da Conferência do Clima em Copenhague, em 2009, especialistas avaliam que as chances de um novo acordo em curto prazo são muito pequenas. Menos provável ainda é que os países concordem em frear seu ritmo de crescimento. O sonho de uma vida plena sem crescimento econômico é difundido por movimentos ambientalistas em países industrializados do Ocidente.
É melhor parar de crescer?
Em termos globais, o crescimento zero não é uma opção viável. "Essas diferenças enormes, como as vistas entre África e a Europa ou entre a África e a América são completamente inaceitáveis", afirma Ottomar Edenhofer, de Potsdam. Ele tem um exemplo calculado. "Os Estados Unidos precisariam reduzir sua renda per capita em 80% para que, na África, as pessoas tivesem um padrão de vida aproximado ao da América Latina. Os conflitos sociais seriam imensos."
Uma restrição consciente do crescimento estaria fora de cogitação, assim como diretrizes globais para a proteção do clima. Esforços regionais, como as negociações europeias dos créditos de carbono, não funcionam ou são insuficientes. É por isso que a maior parte das pessoas vê o mundo caminhando para um abismo.
Mas o professor de economia Karl-Heinz Paqué não acredita nesses prognósticos. Para ele, previsões confiáveis sobre o futuro não são confiáveis. "Imagine que se em 1913, há 100 anos, nós tivéssemos uma previsão do desenvolvimento mundial feito com base nos padrões tecnológicos daquela época", compara Paqué. "O que aconteceu desde então, em apenas três gerações, estaria completamente além da nossa imaginação. Por isso mesmo precisamos ser cuidadosos com as nossas previsões", alega.
Em outras palavras: não é preciso entrar em pânico. A humanidade pode ainda encontrar uma saída. Resta torcer para que Paqué não esteja errado em suas próprias previsões.
Até animais vivos em chaveiros: veja danos do homem ao meio ambiente

Fonte: Terra

13 de junho de 2013

UM CAPITALISMO “DURO” NO PLANEJAMENTO DA CIDADE
Gert Roland Fischer (*)

                Está tudo pronto. Só falta sacramentar. O IPPUJ - desde o governo esquerdista do Carlito vem sofrendo assédio dos Sindicatos ligados a construção civil e do setor imobiliário, entidades com  poder absoluto conquistado, com  filiados especuladores detentores  de vastas áreas da cidade e zona rural. Detém um patrimônio que de acordo com a LOT – Lei de Ordenamento do solo que esta pronta, dobrará ou triplicará os  lucros de bilhões de reais, em poucos anos, num gigantesco esquema de concentração da riqueza que beneficiará alguns poucos.
                As estratégias de poder estão todas milimetricamente colocadas. Vejamos: Os conselheiros escolhidos de acordo com o plano foram empossados. Na quarta feira dia 20 de junho será a primeira reunião do conselho “legal”. Será um dia de trabalho na cidade. O horário da reunião - marcado também estrategicamente - será às 15:00 horas. Para quem tem empresa, é empregado ou profissional  autônomo, sabe que uma agenda às 15:00 horas mata a tarde toda. Prejuízo na certa para os conselheiros voluntários representando a sociedade civil organizada de moradores de bairros.  O local da reunião também foi meticulosamente estudado: Sociedade harmonia Lira. Centro, rua de mão única, sem estacionamento, zona azul de duas horas de cartão, criando problemas para os que vêm dos bairros. A quem esse tabuleiro de xadrez vai beneficiar? Beneficiará conselheiros fiéis escolhidos pelo executivo – secretários e comissionados que por estarem em pleno expediente, deverão fazer presença para  garantir os 20 votos, “votos” que virão em carros oficiais pagos pelos contribuintes e que os deixarão na porta do prédio onde será o evento e os buscarão as 18:00 horas.
Entenderam? A agenda objetivou dificultar a presença de conselheiros que representam o cidadão que luta por qualidade de vida e garantir e oferecer facilidades aos votos de caixão que estão sob ordens do poder imobiliário especulativo.
                O que será tratado nessa primeira reunião do Conselho da Cidade?
                Aprovação do regimento interno, formatado com clausulas que facilitam a aprovação de qualquer proposição da maioria instalada. Para dificultar o trabalho voluntário dos poucos conselheiros eleitos que defendem uma Joinville mais saudável e aprazível, a minuta deste “regimento interno desconhecido” não foi enviada antecipadamente  para os conselheiros. Porque? Para impedir que as associações de moradores de Bairros pudessem estudá-lo com seus assessores jurídicos e urbanistas e assim impedir que pudessem adequá-lo aos anseios da cidadania.
                O segundo e ultimo item da agenda dessa reunião do dia 20, será a confirmação do presidente do Conselho da Cidade que já foi escolhido há muito tempo atrás. A votação será tranqüila deste “ungido”. Os votos dos conselheiros “amigos” farão a maioria absoluta.  Trata-se de um representante da dureza capitalista especulativa que há décadas vem montando as pedras desse mosaico urbano e rural. Com a “legalização desse tabuleiro de poder, a qualidade de vida em Joinville despencará. Os  gigantescos lucros, FINALMENTE, acontecerão.
                A Joinville verde, com qualidade de vida e prazerosa ainda de se viver, mais uma vez perde. Há tempos atrás, foi escolhida pelo poder especulativo como  cidades de porte médio de qualidade de vida invejável, com muito verde, como palco de garantia de gigantesco lucros imobiliários, vendidos como requisitos poderosos atendendo as  fantasias e sonhos de muitos incautos.
                Nas “democracias” atuais, esse é o jogo do poder(h) que se concreta, graças a uma  coletividade que não se lhes concede o direito a uma boa educação e assim tornando-a refém  sem capacidade para montar forças equivalentes para o enfrentamento do JOGO DO PODER. O triste resultado é sempre o mesmo:  chorará copiosamente pelo Leite derramado que não soube evitar que se derramasse.


(*) Conselheiro Suplente pela APREMA-SC

Conselho da Cidade - Programa Ecologia em Ação - 15/06/2013

Tema: Conselho da Cidade

TV da Cidade

Programa Ecologia em Ação - produção e apresentação Gert Rolland Fischer.
Aos sábados das 18:30 as 19:00hs, reapresentação nas segundas 15:30 as 16:00hs, e nas madrugadas de domingos e terças na TV da Cidade Joinville - www.tvdacidade.com.br

6 de junho de 2013

Dia Mundial do Meio Ambiente - Programa Ecologia em Ação - 08/06/2013

Tema: Imagens aéreas do BMW em Araquari - SC

TV da Cidade

Programa Ecologia em Ação - produção e apresentação Gert Rolland Fischer.
Aos sábados das 18:30 as 19:00hs, reapresentação nas segundas 15:30 as 16:00hs, e nas madrugadas de domingos e terças na TV da Cidade Joinville - www.tvdacidade.com.br

3 de junho de 2013

CIDADANIA DE PARANAGUA ESTA REVOLTADA COM PRESENÇA DE CAPITAL ESTRANGEIRO DETONANDO QUALIDADE DE VIDA

Fórum De Meio Ambiente-Paraná
A/C: Adriano Wild
S.O.S:
Fórum de Meio Ambiente do Estado do Paraná, Ibama, SEMA, IAP, 1ª RS, Prefeitura Municipal de Paranaguá/ Secretarias de Saúde e do Meio Ambiente, Câmara Legislativas de Vereadores de Paranaguá,Ministério Público, Estadual e Federal/ MUN/PGUÁ:
Solicitamos a parecença dos Órgãos acima citados para estarem ao nosso lado na reunião do dia, 04/06/2013, as 19 h/ Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Professor Randolfo Arzua/ Rua, Alípio dos Santos, s/n- Vila Portuária. Onde uma empresa contratada pela Cargil Mosaic, fará a apresentação do Diagnostico Socioambiental Participativo construído por eles. Pois, entendemos que, não há como evoluir sem construirmos um Fórum Permanente de Debates num campo amplo, leal e real para tratar a Terra Mãe, como ela merece: Respeito Pelo Direito... Vida digna com equilíbrio ambiental e desenvolvimento social. Porque o desenvolvimento econômico, caminha..., em passos largos e permanente...
O convite é importante e oportuno porque, a Empresa Cargil Mosaic (ou Fospar), sobre o solo da Vila Becker, Paranaguá, Paraná, objetiva ampliar as suas instalações... Sabemos que isso implicará e complicará ainda mais a nossa vida em comunidade. Porque teremos mais caminhões circulando ao entorno das comunidades, mais perigo para nossas crianças, mais poluição, mais transtornos pelos serviços públicos, não estarem organizados para atenderem a demanda das nossas comunidades. Porém, haverá muito mais dinheiro no bolso dos empresários.
Contamos com a presença de todos, humildes e nobres para unidos, darmos inicio a implantação da Agenda 21 Local/ Vilas, Becker/ Portuária e Guarani
Parnaguaramente,
Elizete Abgail dos Santos-


Presidente da Associação Ambientalista dos Amigos do Canal do Anhaia-ACA

1 de junho de 2013

o ensino superior gratuito é o mais perverso sistema de concentração de renda.

O ensino superior gratuito é o mais cruel mecanismo de concentração de renda que temos no Brasil e neste sentido recomenda-se a leitura


http://xa.yimg.com/kq/groups/13772711/1414949310/name/Um+dos+mais+cruéis+me
xa.yimg.com

Aposentadas ao Nascer (2013)

Aposentadas ao Nascer (2013)
Josino Moraes
Latin America Economic Researcher
www.josino.netemail: josinomoraes@hotmail.com

O mais impressionante privilégio do comunismo brasileiro é a 
existência das aposentadorias hereditárias para a quase 
totalidade do setor público brasileiro, a maior parte da  
nomenklatura local. A outra parte é a dos funcionários das 
estatais.  Os municípios são a exceção. Isso significa que “filhas 
solteiras” de funcionários públicos herdam as aposentadorias dos 
pais após o falecimento destes.  Isso não existiu no falecido 
comunismo soviético e nem existe em qualquer dos outros países 
da América Latina.  De fato, o Brasil tem a maior carga tributária 
e uma das menores taxas de crescimento econômico  de toda a 
região apesar de seu vigoroso agronegócio.

A cultura de privilégios como uma dádiva natural foi mais 
profunda em Portugal do que na Espanha. Deveras, a Espanha é 
mais desenvolvida do que Portugal. Este talvez seja o maior fator 
explicativo para esse fenômeno  e também  da diferença de 
privilégios entre a ex-colônia  portuguesa e as ex-colônias 
espanholas da America.   

Atualmente, os funcionários públicos federais aposentados 
recebam quase nove vezes mais  que os do setor privado (O 
Estado de S. Paulo, 23-10-2010))  Os estudos do prof. Ricardo 
Bergamini confirmam esses dados..  

A origem de tal privilégio no Brasil foi a vitória do Pais na Guerra 
do Paraguai (1864-1870). O Exercito Brasileiro, sentindo sua nova 
força política, matou um jornalista na frente do imperador e logo 
tomou o poder através de um golpe de estado em 1889. O hilário 
é que eles escolheram essa  data para comemorar os 100 anos 
da Revolução Francesa. Os oficiais, conduzidos por Benjamin 
Constant, eram positivistas fanáticos – seguidores de Augusto 
Comte, um maluco teórico franceês. Essa influencia maligna se 
estendeu  também no resto da America Latina.  Isso, por si só,  
já dá uma idéia do nível da inteligência nessa parte do mundo.  A


A República entra em cena com as ditaduras militares dos 
marechais  Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto (1889-1894). A 
nova Constituição foi promulgada em 1891. Uma de suas 
principais preocupações era com os privilégios de seus familiares, 
isto é, suas filhas, mulheres e irmãs. Os juízes, muito espertos, 
gostaram das novas ideias e se juntaram à festa! Eles eram um 
grande aliado, pois afinal de contas, eles bolavam e 
interpretavam as leis. Era a cultura nacional que se solidificava. 
Logo mais, isso viria a se expandir para todo o setor publico. Era 
o inicio da reta final da tragédia.

Nossa cultura original do macho na percepção de Paulo Prado deu 
origem à bonança das filhas “solteiras” dos funcionários públicos. 
Elas criam muitos filhos, mais continuam oficialmente solteiras. 
Ai está o truque. As filhas do setor publico já  nascem 
aposentadas.

Em 2012, o Brasil descobriu através de uma série de reportagens 
da Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo que no Estado de 
Minas Gerais, ex-governadores têm o direito à aposentadorias 
milionárias e que esses benefícios podem ser estendidos às suas 
filhas, viúvas e irmãs, no velho estilo da cultura local, exposta 
acima. O mais impressionante é que a Assembleia Legislativa de 
Minas Gerais   elaborou uma lei proibindo que isso seja 
publicado! Trata-se de um segredo. O comunismo brasileiro não é 
muito mais sofisticado que o falecido comunismo soviético?

A OAB foi aos tribunais superiores para questionar esses 
benefícios nos Estados do Paraná e Sergipe (O Estado, 28 de 
janeiro de 2011).

De fato, em 2012, o governo federal conseguiu aprovar uma lei 
denominada Lei da Transparência da Informação focada 
basicamente nos salários do setor publico. Após um ano de sua 
vigência, ainda não  se conseguiu desvendar absolutamente 
nada. Trata-se da mais perfeita  caixa- preta jamais inventada.


Eu primariamente aqui, associo comunismo a uma sociedade de 
privilégios do setor publico –  incluindo os dos  monopólios 
estatais  -  e da  elite política que detém o poder no pais. Se 
olharmos para a realidade econômica, observamos aqui a 
antíteses de uma economia de mercado. A China é de fato uma 
economia de mercado apesar de suas restrições à liberdade 
política e religiosa. Aqui não há democracia e nem liberdade 
econômica, e sim extrema liberdade política que beira à 
anarquia.  

Muitas pessoas no setor publico acumulam várias aposentadorias 
devido a seus  diferentes cargos ocupados , por exemplo, 
vereadores, promotores, procuradores, auditores, professores, 
deputados,  governadores,vice-governadores, etc. Assim sendo, 
se o pai tem 3 a a mãe tem 2, a filha “solteira” pode ter direito a 
5 aposentadorias!

Vide 
www.josino.net/Maite.html   e notas 16 e 24 da versão do 
meu livro online 
A Industria da Justiça do Trabalho – www.josino.net/industria.html                                        
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget