19 de janeiro de 2013

EU MONTEI UMA ZONA, E DAÍ...MAS ESTÁ DANDO IBOPE


17/01/2013 - 03h00 - Folha

Jean Wyllys afirma que 60% dos deputados contratam prostitutas


DE BRASÍLIA

Autor de um projeto de lei que legaliza a prostituição, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou que 60% dos homens do Congresso usam os serviços de prostitutas. A declaração de Wyllys, homossexual assumido, foi feita em entrevista ao portal iG, ao avaliar qual seria a chance de sua proposta ser aprovada, uma vez que o tema é tabu para a maioria dos deputados.

"Eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros", disse.


A frase não foi bem recebida por representantes da bancada evangélica, que pretendem trabalhar pelo arquivamento da proposta.

"Se ele [Wyllys] sabe quem faz isso, por uma questão de responsabilidade eu o desafio a dizer os nomes dos deputados que vão aos prostíbulos", disse o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica.

O projeto de Wyllys prevê que será considerada profissional do sexo toda pessoa maior de 18 anos e absolutamente capaz que voluntariamente presta serviços sexuais mediante remuneração. Segundo o texto, os profissionais poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito a aposentadoria especial com 25 anos de serviço.

Na proposta, o parlamentar também diferencia a prostituição da exploração sexual.

"É de um moralismo superficial causador de injustiças a negação de direitos aos profissionais cuja existência nunca deixou de ser fomentada pela própria sociedade que a condena", afirmou o deputado, que não foi localizado pela Folha ontem.

Proposta similar foi apresentada pelo ex-deputado Fernando Gabeira em 2003. Após pressão de integrantes de setores conservadores da Casa, ela teve como destino o arquivo.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Recordando:


Prostitutas e politicos representam duas das mais antigas atividades de nossa historia.......No entanto, a primeira se torna mais util, mais digna e mais confiavel .
Em 1830 a prostituição foi legalizada na Holanda. Os argumentos a favor foram vários – desde o fim da violência contra as mulheres até as antigas tradições portuárias da cidade de Amsterdã, não faltou motivo para justificar o reconhecimento da “profissão mais antiga do mundo”.
A maioria daquilo que tem sido publicado na internet sobre o relacionamento de prostitutas com parlamentares varia muito pouco. Elas têm como fundo ou uma mistura de sociologia e psicanálise temperadas com o marxismo esquizofrênico de alguns políticos , virtuoses de um simples “colunismo virtual”
O país inteiro , como hipnotizado, observa as diabrites dos parlamentares enquanto esquece de si mesmo. Esquece o Mensalão, os mortos nas estradas, as pessoas agonizando nas emergências imundas do SUS, os professores com salário de fome e a polícia infestada de bandidos.
Até aí, tudo bem, ou melhor , tudo mal, mas não há novidade em declarar que a internet brasileira está alienando as pessoas. Muita gente já fez isso e há uma legião de pensadores universitários petistas pronta ganhar bolsa de doutorado falando mal dos parlamentares.

Pela primeira vez me vejo obrigado a concordar com os filósofos de botequim que afirmam que o “povo é isso aí mesmo”.

O que este primarismo parece ter conseguido, e aí sim inovou , foi criar uma espécie de moto contínuo, um ciclo interminável em que é possível se tornar mais estúpido a medida que todos juntos, contemplamos diariamente a miséria da nossa própria estupidez.

É o consenso forjado na ignorância que legitima a atuação desses parlamentares abrindo mão de sua dignidade, despindo-se de seu pudor, diluindo a sua individualidade num mundo sem referência do certo ou do errado.

A comparação é inevitável : a Holanda – país que legalizou a prostituição e onde se escreveu o “Elogio da Loucura ” e o Brasil , país em que a lei se prostituiu e onde se está escrevendo o “Elogio da Estupidez”. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget