16 de setembro de 2012

A CANALHA ESTA SEM SAIDAS SE CONSIDERARMOS AINDA EXISTIR ÉTICA NO STF.


MARCOS VALÉRIO
O OTÁRIO APÁTRIDA TRAÍDO PELO “CHEFE” E ILUDIDO PELOS SEUS ADVOGADOS A UM PREÇO MILIONÁRIO
“Só não sobrou para o Lula porque eu, o Delúbio e o Zé não falamos”, disse [Marcos Valério], na semana passada, em Belo Horizonte. Indagado, o ex-presidente não respondeu..."
"O PT me fez de escudo, me usou como um boy de luxo. Mas agora vai todo mundo para o ralo”.
(Revista Veja)
Neste domingo a Revista Veja publica algumas “inconfidências” de pessoas ligadas a Marcos Valério que comprometem Lula. O castelo de cartas do suborno de dezenas de personalidades esclarecidas canalhas, dos segmentos mais influentes da sociedade, poderá começar a ruir.
A questão é que Marcos Valério, seguindo sua linha de absoluta covardia – mandar recados por terceiros –, poderá negar tudo o que confidencia aos seus amigos e cúmplices, mesmo que passe o resto dos dias na cadeia, enquanto o seu “chefe” continua se tornando um dos homens mais ricos do Brasil.
Julgado pelo STF como culpado de crimes associados ao escândalo do “Mensalão”, Marcos Valério deve estar amargando a confiança depositada nos canalhas da gang dos 40 e no seu “chefe”, que está próximo de ser reconhecido publicamente por mais de cem milhões iludidos com o assistencialismo subornador e comprador de votos praticado há mais de dez anos pelos desgovernos petistas.
Estamos agora aguardando o tamanho da pena de Marcos Valério que será a de passar o resto dos seus dias na cadeia – se a Justiça no país tiver recuperado um pouco da vergonha – ou virar apenas um boi de piranha com pena mínima, mas com um futuro material de fazer inveja a outros corruptos por graça e obra dos togados de um Tribunal Superior aparelhado pelo PT, que não tem mais como blindar tanta gente sórdida, mesmo que estabeleça vergonhosas penas obedecendo às ordens dos que os indicaram seus componentes para vestir toga.
Este corrupto e seus cúmplices devem ser considerados, mesmo que indiretamente, uma corja de assassinos genocidas que não merecem preocupação de ninguém, devendo pagar por terem sido os principais facilitadores que permitiram à gang do petismo roubar bilhões dos contribuintes para corromper e subornar o Parlamento para aprovar projetos do mais sórdido político de nossa história, projetos aprovados de forma comprovadamente ilícita que deveriam ser agora questionados na Justiça se ela não estivesse contaminada pelo aparelhamento petista e deixasse de ser sem-vergonha.
A falta do dinheiro desviado dos cofres públicos por esses canalhas foi e continua sendo responsável por centenas de mortes todos os anos daqueles que não tiveram direito à saúde, à segurança publica e ao saneamento básico.
Terminada a fase inicial do julgamento, já é um crime comprovado a existência do “Mensalão”. Seus autores estão gradualmente sendo condenados. O próximo passo será prender o chefe – que não é José Dirceu: a sociedade já sabe e o STF precisa reconhecer o canalha “anônimo” pelas denúncias que serão feitas pelos que estão sendo condenados. Se o STF cumprir o seu papel e não recuar nas penas pelas ameaças do sistema petista, quase muitos irão abrir o bico, pois será uma grande sacanagem os quadrilheiros serem condenados e o chefe ficar livre, leve e solto. O justo é que todos compartilhem espaços nas prisões do país.
Todos os “caminhos” estão levando Lula ser formalmente reconhecido como o chefe da gang, e a revolta com sua aparente blindagem pelos esclarecidos canalhas já começa a ser desenhada nas mensagens como essa, recentemente divulgada na internet:
“Não podemos achar que a condenação da arraia miúda satisfaça nossa sede por justiça, o principal responsável pela tragédia que se abateu sobre o Brasil não pode ficar impune, Lula tem que ser julgado e condenado, não basta ser julgado tem de ser condenado pelo mal que fez ao país e pelo mal que ainda estar por chegar, o aumento escandaloso da divida interna que levará esse país a falência.” Resistencia-Democrática-Sérgio Vanuza.
A situação do STF se complica cada vez mais. Depois de parecer durante mais de dez anos à sociedade como lacaio do Poder Executivo e empurrando com a barriga, de forma absolutamente imoral, o julgamento, agora não tem como deixar impunes os canalhas do “Mensalão”, precisando também enfrentar a denúncia que um dos seus atuais togados está diretamente envolvido neste mesmo escândalo, o que moralmente desqualifica seus votos no tribunal.
O resgate da credibilidade do STF e do próprio Poder Judiciário perante a sociedade está associado à sua postura jurídica diante do escândalo do “Mensalão”. As condenações e as penas a serem cumpridas não podem ser influenciadas pelo poder que está nas mãos sujas do PT, devendo servir de exemplo para que, no futuro, aventureiros da política prostituída não se atrevam fazer novamente mais da metade da sociedade de idiota e palhaça de um novo Circo da Corrupção e do Suborno.
A situação do assistencialismo petista é a mesma do que uma favela controlada por traficantes que tentam, através de sistemáticas “doações” para as comunidades, convencer todos a fecharem os olhos para os seus crimes e para o tráfico que passa nas suas portas: depois de descoberto o esquema, o (s) chefe (es) precisam ser presos e pagar pelos seus crimes, com isso levando as comunidades a terem uma vida digna sem favores dos traficantes e do Estado, como proteção de milícias e compra de votos, mas apenas exigindo que o Poder Público cumpra suas funções na educação, na saúde, no saneamento e na segurança pública.
Está mais do que evidente o projeto de poder do PT.
Não é um projeto de viés socialista ou capitalista com controle do Estado. É um projeto autoritário fascista com o Estado a serviço das burguesias e oligarquias corruptas públicas e privadas dominadas por um partido político e o núcleo de uma base aliada degenerada. É um projeto de “privatização” do Estado para servir apenas aos interesses de um partido, o PT, e não para servir à sociedade.
Geraldo Almendra
16/09/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget