4 de junho de 2012

Cade as Ongs Verdes


ARAXÁ - URGENTE




Bhopala, a maior tragédia industrial da história humana que matou em pouco minutos, milhares de pessoas e destruiu uma cidade inteira. A questão que fica no ar é que essas mineradoras de Araxá, manipulando produtos altamente perigosos e em grandes quantidades, produzam uma tragédia parecida, ou até pior.
Nas últimas semanas, o prefeito de Araxá, Dr. Jeová, cedeu um terreno dentro da área urbana para que seja construída a planta industrial da mineradora canadense MBAC que vai gerar milhões de toneladas anuais de rejeito altamente tóxico, contaminando a atmosfera, os lençois freáticos e agredindo toda a fauna e flora.
Todo o processo de doação das terras e aprovação das licenças foi realizado sem o menor conhecimento da população, digamos, ‘na calada da noite’ e sem o menor estudo de periculosidade e outros estudos de impacto ambientais fundamentais para a implantação de um negócio dessa amplitude.
A ameaça também existe na indústria de ácido sulfúrico da Bunge, situada a poucos metros do centro da cidade, na qual armazena milhares de toneladas de gas de amônia e amônia líquefeita (produtos de alta letalidade), além de estocar a céu aberto uma montanha de enxofre. Que tipo de segurança existe lá? Quais as medidas a serem tomadas em caso de um desastre industrial? Quem está vistoriando o local?
Também existe ameaça no processo industrial de produção dos minérios presentes nas tais Terras Raras manipuladas pela CBMM. Este tipo de metalurgia produz gases tóxicos perigosos cuja estrutura química mal é conhecida pelo cientistas do segmento.
Ocorre que estas mineradoras manipulam a opinião pública, e escondem o verdadeiro potencial de perigo que existe em seus processos, principalmente quando políticos de passado duvidoso e de nenhuma capacidade técnica, estão por trás emitindo autorizações e dando anuência para que as mineradoras possam agir da forma que melhor lhes convém.
O desastre de Bhopal, assim como muitos outros que ocorreram no mundo, deixa um alerta para nós araxaenses, que estamos vivendo ao lado de ‘bombas relógios’ administradas por pessoas que só enxergam dinheiro e poder e que manipulam tecnologias complexas e perigosas localizadas muito próximas do centro da cidade. Fabio - Araxá 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget