1 de abril de 2012

IDELI SERÁ A PROXIMA ?




PPS pedirá informações sobre contrato suspeito do Ministério da Pesca


1/abr/2012 . 10:25  


Autor: Rômulo Martins


O líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), disse que ingressará, nesta sexta-feira, com pedido de informações à Mesa da Câmara para que o Ministério da Pesca esclareça o contrato com a Intech Boating, empresa contratada pela Pasta para construir 28 lanchas-patrulhas no valor de R$ 31 milhões.
Segundo reportagem de hoje do jornal O Estado de S. Paulo, o TCU (Tribunal de Contas da União) “apontou indícios de superfaturamento e licitação dirigida” na compra das embarcações. Além do Ministério da Pesca não ter competência para operar as lanchas, a Intech Boating, de propriedade do ex-militante do PT, José Antônio Galízio Neto, foi procurada pelo PT de Santa Catarina para doar dinheiro ao comitê de campanha da ministra Ideli Salvatti, conforme divulgou o jornal (clique aqui e leia).
“As irregularidades são gravíssimas e revelam que o PT faz negócios com dinheiro público para favorecer seus candidatos em campanha eleitoral”, criticou Rubens Bueno. Para ele, o Ministério da Pesca tem de explicar o motivo pelo qual comprou as lanchas-patrulhas sem ter competência para operá-las .
“O governo do PT privatizou o Estado em benefício dos companheiros. E a presença de militantes na condução de empresas que prestam serviços para o Executivo comprava essa relação promíscua”, afirmou o líder do PPS.
Atual ministra das Relações Institucionais, Ideli foi candidata ao governo catarinense em 2010, mas foi derrotada. Ela assumiu o Ministério da Pesca no ano seguinte já no governo Dilma Rousseff. Na titularidade da Pasta – entre janeiro e junho de 2011, Ideli autorizou o pagamento de R$ 5,2 milhões restantes previstos no contrato com a Intech Boating.
As encomendas das embarcações foram feitas pelo então ministro da Pesca, Altemir Gregolin, entre 2009 e 2010. Para o TCU, há indícios de direcionamento no processo de licitação para a compra das lanchas.
“A sociedade exige e cobra que o governo esclareça mais esse ‘malfeito’ com recursos públicos”, disse Rubens Bueno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget