4 de fevereiro de 2012

O controle de pragas pelo óleo é simples e barata.

TRADUÇÃO:


Legumes de pele fina, como tomate e abobrinha são suscetíveis à infestação de insetos e fungos, e mesmo novos pesticidas orgânicos não são totalmente seguros, diz cientista israelense agrícola Samuel Gan-Mor.Ele tem uma nova abordagem que poderia revolucionar a forma  de cultivo: uma emulsão de óleos comestíveiscomo canola ou óleo de colza, óleo de soja, óleo de algodão e até mesmo o óleo de oliva um pouco mais caro.Sementes, o ponto de partida de todos os óleos, desenvolveram complexos truques evolucionários para evitarem ser predadosDesconhecidos ingredientes ativos nestes óleos, provavelmente, emparelhado com a capacidade de bloquear as vias respiratórias de invertebrados, que dificultam a sua mobilidade, podem explicar por que a solução de óleo desenvolvido pela Gan-Mor e seus colegas funciona.Durante anos, no renomado Instituto Israel estatal Volcani, em Beit Dagan, Gan-Mor vem trabalhando na otimização de pulverizadores industriais para cobrir maior superfície nas plantas, com menos pesticidas. São os pulverizadores agora vendidos no mundo inteiro pelo israelense, nas empresas Raz Spayers e Pulverizadores Degania.O pulverizador avançado é parte do pacote contendo o mistura de óleos, juntamente com um emulsionante. O produto está sendo comercializado como uma alternativa de novo pesticida orgânico, que é 100 por cento seguro, mesmo se usado minutos antes da colheita. Pesticidas químicos exigem um período de "esfriamento" entre a aplicação e a colheita, por causa dos riscos de saúde envolvidos para as pessoas.Tomates cultivados convencionalmente, por exemplo, transportam pelo menos 35 resíduos pesticidas, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Programa de Dados de Pesticidas 2008 EUA.
 O controle de pragas pelo óleo é simples e barata.



Alguns pesticidas usuais são disruptores hormonais, agentes causadores de câncer ou neurotoxinas que podem ter efeitos nocivos no cérebro, no crescimento e desenvolvimento dos bebês. Pouco se sabe sobre como estes pesticidas agem em conjunto, que não podemos cheirar, ver ou provar em nossa produção. Alternativas e soluções eficazes são muito procurados.

"Lubrificando as rodas" dos pesticidas de amanhã


Uma variedade de óleos naturais já é conhecida para manter os insetos e fungos afastados, incluindo óleo de rícino. Mas, como existem algumas toxinas no óleo de rícino, Gan-Mor descartou essa possibilidade, disse ISRAEL21c.Em vez disso ele começou a olhar para os óleos de cozinha simples e baratos, como canola ou soja. O Instituto Volcani, uma Organização de Pesquisa Agrícola do Ministério da Agricultura, é uma parceria com uma empresa chamada Shelef, e tem essas formulações com óleos testados em 20 fazendas diferentes em Israel.Outras soluções inofensivas que possam ser utilizadas, não duram mais de um ano de armazenamento e podem deteriorar se não forem armazenadas em um ambiente fresco. A emulsão Gan-Mor, criada momentos antes do uso, evita esses problemas.Gan-Mor explica: "Se eu tomar óleo e armazená-lo ao lado da fazenda em temperatura ambiente, então tudo que eu preciso é uma máquina de processamento de pequeno porte que irá transformar o óleo em uma emulsão. Com muito poucos conservantes e surfactantes, eu não estou fazendo grandes quantidades como fábricas precisam fazer, e eu posso armazená-la durante três dias, conforme a necessidade"."O único problema com estes 'materiais suaves' é que ... eles precisam ser aplicados muitas vezes, uma vez por semana, e os óleos devem ser aplicados generosamente", diz ele.Os sítios menores poderiam compartilhar uma máquina de pulverização, e materiais básicos são baratos - cerca de US $ 1 por litro para o óleo, que é fortemente diluído com água. Tudo que é necessário além da solução é o acesso à eletricidade para fazer funcionar o pulverizador.Shelef está investigando a otimização de formulações para alcançar culturas e condições específicas, mas já está vendendo um sistema completo (uri.yaffe @ gmail.com) para os agricultores interessados."As misturas de óleo poderiam ser criadas para coincidir com a colheita ou o inseto", diz Gan-Mor, que continua a trabalhar para tornar o setor agrícola menos tóxicos para a humanidade.


De: Zecca  

Enviada em: sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012 03:57
Para: fendel
Assunto: Enc: óleo de cozinha
Caro Fendel,
mais uma para o teu óleo de cozinha.
abs
saudações decentralizadoras 

Cooking oil – the perfect pesticide

By Karin Kloosterman
February 02, 2012



Insects and fungi are no match for a 100% safe blend of edible oils formulated by an Israeli agricultural research institute.

Volcani scientist Samuel Gan-Mor.

Thin-skinned vegetables such as tomatoes and zucchini are susceptible to insect infestation and fungi, and even new organic pesticides are not completely safe, says Israeli agriculture scientist Samuel Gan-Mor.
He's got a new approach that could revolutionize the way bugs are kept from crops: a mixture of edible, off-the-shelf canola or rapeseed oil, soybean oil, cottonseed oil and even the slightly more expensive olive oil.
Seeds, the starting point of all oils, have developed complex evolutionary tricks to avoid being preyed upon. Unknown active ingredients in these oils, probably paired with the ability to block the breathing pathways of invertebrates and hamper their mobility, may explain why the oil solution developed by Gan-Mor and his colleagues works.
For years at Israel's renowned government-run Volcani Institute in Beit Dagan, Gan-Mor has been working on optimizing industrial sprayers to cover more plant surface with less pesticide. The sprayers now sold worldwide by the Israeli companies Raz Spayers and Degania Sprayers.
The advanced sprayer is part of the package containing the blend of oils, along with an emulsifier. The product is being marketed as a new organic pesticide alternative that is 100 percent safe, even if used minutes before harvest. Chemical pesticides require a "cooling off" period between application and harvesting because of the health risks involved to people and wildlife.
Conventionally grown tomatoes, for instance, carry at least 35 pesticide residues, according to the 2008 US Department of Agriculture Pesticide Data Program.

Oil-based pest control is simple and inexpensive.

Some pesticides are hormone disruptors, cancer-causing agents or neurotoxins that can have harmful effects on the brain and on the growth and development of babies. Little is known about how these pesticides, which we can't smell, see or taste on our produce, act in combination. Alternative earth-friendly solutions are much in demand.
Greasing the wheels of tomorrow's pesticides
A variety of natural oils is already known to keep insects and fungi at bay, including castor oil. But since there are some toxins in castor oil, Gan-Mor ruled it out, he told ISRAEL21c.
Instead he started looking to simple, cheap cooking oils, like canola or soybean oil. The Volcani Institute, a Ministry of Agriculture Agricultural Research Organization, is partnering with a company called Shelef to have these oil formulations tested at 20 different farms in Israel.
Other harmless solutions that could be used don't last more than a year in storage and can break down if not stored in a cool environment. Gan-Mor's oil emulsion, created moments before use, avoids these problems.
"If I take oil and store it next to the farm in room temperature, then all I need is a small processing machine that will turn the oil into an emulsion. With very little preservative and surfactants, I am not making huge quantities like factories need to, and I can store it for three days as I need it," Gan-Mor explains.
"The only problem with these ‘soft materials' is that ... they need to be applied often, about once a week, and the oils must be applied generously," he says.
Smaller farms could share a sprayer machine, and basic materials are cheap - about $1 a liter for the oil, which is heavily diluted with water. All that's needed besides the solution is access to electricity to run the sprayer.
Shelef is investigating and optimizing formulations to match specific crops and conditions, but is already selling a complete system ( uri.yaffe@gmail.com ) to interested farmers.
"The oil blends could be created to match the crop or the insect," says Gan-Mor, who continues to work on making the agriculture industry less toxic to humankind.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget