1 de fevereiro de 2012

ADRIMAR SUSPEITA DE RETIRAR SEIXOS DO RIO PIRAI SEM LICENÇAS AMBIENTAIS E DE OUTORGA.


Uma das empresas que foram aprovadas nas mega licitações para da implantação de alguns trechos do sistema de esgotos a ADRIMAR que opera na Max Colin e laterais faz um estrago gigantesco com ruas, passeios e arborização publica, detonando raízes de frondosas arvores plantadas pelo ex-vereador Kurt Alvino Monich diretor presidente das famosas   "lingeries" produzidas pela Lumiere.

De acordo com informante morador da região do Pirai, que tem mantido contatos permanentes com o programa ECOLOGIA EM AÇÃO, existem suspeitas de irregularidades quanto a retirada de seixos rolados do Rio Pirai. Essa mineração dentro do curso d'água esta causando transtornos aos rizicultores que sofreram danos na  represa de contenção das águas de irrigação que irriga os arrozais irrigados da bacia. A barragem perdida servia possibilitar o  sistema de irrigação sem a necessidade de moto-bombas de grande potencia.

De acordo com a fonte, o imovel que esta sendo esburacado no trecho do rio que esta sendo minerado,  pertence a um vereador. Um dos informantes disse trata-se de propriedade rural que pertence a quatro socios, um deles o Vereador do PSDB Lauro Kalfels que são os fornecedores dessas milhares de toneladas de seixos e matacões que jazem amontoadas na rua Timbo ainda não totalmente aberta.

Os moradores da região do Pirai, estão revoltados com essas "empreiteiras" de ocasião, que nunca se ouviu falar delas, não se sabe donde são desentocadas e chegam a SC, desrespeitando tudo, destruindo tudo, como se estivessem sob o manto protetor de poderosos politicos e assim tendo lhes sido outorgada a impunidade, a ação  fora da lei e da ética.

A Rua Timbo esta fechada literalmente com a montanha de seixos rolados extraidos do rio Pirai. C
A administração da CAJ - companhia Aguas de Joinville, empresa que teve um lucro de 8 milhões de reais no ano passado deve explicações ao povo atingido pelas obras de forma tão grotesca. O presidente da Caj, engenheiro civil Luiz Alberto de Souza, ex-presidente do IPPUJ, mostrou bem de que forma encara o poder publico que exercita, quando comandou o CONSELHO DA CIDADE, em moldes que beneficiam os parceiros e companheiros empreiteiros que com desenvoltura tiram a qualidade de vida dos moradores da região.
Matacões de obras "de desassoreamento" do Rio Pirai. Rizicultores prejudicados pela retirada dos seixos,  informaram ao programa Ecologia em Ação que os seixos rolados e matacões vem de uma propriedade do Vereador Lauro Kalfels do PSDB que tem a propriedade com mais 3 sócios. 
O que se sabe é que os materiais que devem envolver a tubulação corrugada do esgotamento sanitário, são específicados nos editais de concorrencia publica e licitação. Matacões e seixos do tamanho que foram depositados na rua Timbó, não tem utilidade alguma.
Convido os eleitores para que confiram os trabalhos dessa empresa que usa matacões de 100 kg para fechar valas abertas onde foram colocados tubos marrons de esgotamento sanitário. A qualidade dos serviços dessa engenharia canhesta, sem responsáveis técnicos presentes nas obras são o testemunho que muita coisa vai mal. Tem muita gente da politica suja no meio dessas empreiteiras.

É chegado o momento de se encorajar o MINISTERIO PUBLICO a observar e levantar os numeros e verificar se o dinheiro do contribuinte que falta nas reformas das escolas, na construção eterna do 4° andar do São Jose, na compra de macas e merenda escolar, esta sendo utilizado com probidade administrativa, sem desvios, sem favorecimentos a compadres.
O TRIBUNAL DE CONTAS também não pode exercitar o seu poder de veto por que é formado por políticos que não conseguiram mais se eleger e são eles que endossam prestação de contas dos dinheiros públicos, sem nunca ter havido uma irregularidades.

Vamos gente abram os olhos e segurem o nosso imposto para que seja aplicado em beneficio dos contribuintes.














+ um Anonimo 
Marques de Olinda com Timbó - obras paralisadas de outra empreiteira.
Observem o tubo de esgoto ou água da CAJ transpassado no tubo de concreto de passagem de aguas pluviais. 
Será que essa é uma situação transitória ?






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget