29 de dezembro de 2011

PORTO DE ITAPOA COM MUITOS PROBLEMAS


Os dissabores do Porto de Itapoá
Texto publicado em 29 de Dezembro de 2011 -


A instalação do Porto de Itapoá, em Santa Catarina, não foi a das mais tranquilas. Teve até ação no Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar do funcionamento, ainda assim o terminal privativo continua causando dissabores. Primeiro, como destacam muitos ativistas locais, apurou a jornalista Vera Gasparetto, o porto era para movimentar carga própria, mas teve autorização para também mexer com contêiner.

Ora a lei

Até o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis(Ibama), no início, proibiu o trânsito dos caminhões no perímetro urbano; mas, informam fontes de Itapoá, mudaram a Lei na Câmara de Vereadores, em 1996, que proibia caminhão de passar na cidade.
Casa da Maria Joana...
Outro ponto que antipatizava o Porto de Itapoá é que o transporte de cargas perigosas estava sendo realizado sem batedor, o que é proibido pela licença de operação. Depois de denúncia, a situação foi revertida. Ponto para a mobilização.
Espanta tubarão
Já a parte pesqueira local é afetada pelo barulho e pela entrada e saída dos navios. Os pescadores estão sem apoio até para que se invista na pesca artesanal e tem político até falando que os pescadores devem trabalhar de servente de pedreiro na cidade.
Somos diferentes
Vale destacar que a cultura de pesca artesanal é motivo de atração turística e fonte de sobrevivência no mundo inteiro. Mas, no Brasil, ao que parece, está sendo destruída em nome do crescimento econômico.
Emprego
Quanto à promessa inicial de que o novo porto iria gerar emprego, a realidade se mostrou outra. Tem denúncia de que estão sendo trazidos trabalhadores de fora para trabalhar no porto.
Efeito Itapoá – I
Pesca: barulho que afasta os peixes, controle da Capitania dos Portos e da polícia ambiental em cima das embarcações (determinando horários para a pesca).
Efeito Itapoá – II
Poluição sonora: barulho dia e noite com a movimentação dos contêineres.
Efeito Itapoá – III
Acesso precário: engarrafamentos quilométricos, no meio de uma vila de pescadores, estradas despreparadas em zona urbana, sem acostamento.
Efeito Itapoá - IV
Orla da praia cada vez menor devido à dragagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget